Associação dos Oficiais da PM e BM de Goiás Agradece o Amplo Apoio Nacional Após Ofensa à Polícia Militar Goiana por Magistrado

Associação dos Oficiais da PM e BM de Goiás Agradece o Amplo Apoio Nacional Após Ofensa à Polícia Militar Goiana por Magistrado
Foto: Repdrução

A Associação dos Oficiais da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (ASSOF) emitiu uma nota oficial, na qual seu Presidente, Coronel Allan Pereira Cardoso, expressou gratidão às entidades nacionais que demonstraram apoio à corporação após um incidente de desrespeito público por parte de um integrante da Corte de Magistrados do Poder Judiciário Goiano.

O incidente em questão envolveu um membro do Poder Judiciário Goiano que proferiu palavras ofensivas contra a Polícia Militar do estado em público. Em resposta a essa situação, o Presidente do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ/GO), Desembargador Carlos Alberto França, propôs ao Conselho Especial do Poder o afastamento do referido desembargador de suas atividades judiciais.

O Conselho Especial do TJ/GO, em uma votação com 18 votos a favor e 3 contra, apoiou a medida de afastamento proposta pelo Presidente do tribunal. Essa decisão demonstrou a preocupação do Poder Judiciário goiano em corrigir um incidente que foi considerado isolado e que não reflete o posicionamento do Judiciário em relação à Polícia Militar.

A nota da ASSOF expressa a gratidão da associação pela atenção e o apoio recebidos das entidades nacionais que se manifestaram em solidariedade à Polícia Militar de Goiás durante esse episódio. Ela destaca a importância de manter uma relação harmoniosa entre as instituições para garantir a segurança e a justiça em prol dos cidadãos do estado.

A Associação dos Oficiais da PM e Corpo de Bombeiros de Goiás espera que essa ação tomada pelo Poder Judiciário seja um passo em direção à resolução do conflito e ao fortalecimento da confiança entre as instituições. A nota encerra reafirmando o compromisso da associação com a missão de servir e proteger a sociedade goiana.

A ASSOF continuará monitorando o desdobramento dessa situação e trabalhando em conjunto com outras entidades e autoridades para garantir a integridade e a dignidade da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros de Goiás.

Nota oficial ASSOF GO