História da Marinha do Brasil

A história da Marinha do Brasil

A Marinha do Brasil é um dos ramos que compõem as Forças Armadas de nosso país, junto com a Aeronáutica e o Exército. Sua origem está ligada ao processo de independência do Brasil, em 1822, quando o então príncipe regente D. Pedro I proclamou a separação política de Portugal e criou a Marinha Imperial Brasileira.

A Marinha do Brasil tem uma longa e rica história de participação em diversos conflitos que marcaram a história nacional e internacional. Entre eles, podemos destacar:

  • A Guerra da Cisplatina (1825-1828), contra as Províncias Unidas do Rio da Prata (atual Argentina), pelo controle da região que hoje corresponde ao Uruguai;
  • A Guerra do Paraguai (1864-1870), contra o Paraguai de Solano López, que envolveu também a Argentina e o Uruguai na chamada Tríplice Aliança;
  • A Revolta da Armada (1893-1894), contra o governo de Floriano Peixoto, que contou com o apoio de parte da esquadra brasileira liderada pelo almirante Custódio de Melo;
  • A Primeira Guerra Mundial (1914-1918), na qual a Marinha do Brasil enviou navios para patrulhar o Atlântico Sul e combater os submarinos alemães;
  • A Segunda Guerra Mundial (1939-1945), na qual a Marinha do Brasil perdeu 470 homens e 32 navios afundados por ataques de submarinos nazistas;
  • A Guerra da Lagosta (1961-1963), um conflito diplomático com a França pela pesca da lagosta na costa nordestina do Brasil;
  • A Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (MINUSTAH) (2004-2017), na qual a Marinha do Brasil liderou as operações navais e contribuiu com tropas terrestres para garantir a segurança e a paz no país caribenho.

Marinha do Brasil e sua Missão

A Marinha do Brasil tem como missão constitucional defender a pátria, garantir os poderes constitucionais, as leis e a ordem pública, cooperar com o desenvolvimento nacional e cumprir as atribuições subsidiárias.

A Marinha do Brasil dispõe de uma variedade de meios navais, como porta-aviões, fragatas, corvetas, submarinos, navios-patrulha, navios-aeródromos, navios-hospital e navios-escola. Além disso, possui uma aviação naval composta por helicópteros e aviões embarcados ou baseados em terra. Também integra a Marinha do Brasil o Corpo de Fuzileiros Navais, uma tropa especializada em operações anfíbias.

A Marinha do Brasil tem uma forte tradição naval e uma grande importância para o país. Ela é responsável por proteger os interesses nacionais no mar territorial brasileiro, que abrange cerca de 3 milhões de km²; na zona econômica exclusiva brasileira, que se estende por mais 3 milhões de km²; e na Amazônia Azul ou Atlântico Sul Ocidental, que representa cerca de 20% das reservas mundiais de petróleo offshore. Além disso, ela contribui para o desenvolvimento científico-tecnológico nacional nas áreas nuclear, espacial e cibernética.

A história da Marinha do Brasil é uma história de glórias e sacrifícios em defesa da soberania nacional. Ela é parte integrante da história do Brasil.